domingo, 15 de julho de 2007

quarta-feira, 30 de maio de 2007

bla bla la - méxico - bla bla bla

Habituem-se às macros de flores, folhas, insectos, pormenores e tudo mais q me possa lembrar!

mais méxico


Xcaret
Achei o miudo simpático.
Tenho outra foto mais fixe, mas está em casa :D

Fotos minhas :D


Caranguejo Eremita "too friendly" ;)

Riviera Maya, Mexico 2006

sexta-feira, 27 de abril de 2007

Desabafos

Um dos propósitos deste blog era o dos desabafos.
Pois aqui vai um..

Começar é o mais difícil, não sabes como não sabes por onde, tanta coisa te atravessa a cabeça. Tantos pensamentos que não consegues pegar em apenas um para tentar “desmontá-lo”. Sim desmontá-lo, veres todas as suas pequenas falhas e racionalmente dar cabo dele para que não te incomode mais, para se saia duma vez da tua cabeça e não volte nunca mais.
Todos dias (ou quase) recebemos mails com mensagens positivas e lições de vida. Quase sempre as ignoramos ou nem sequer abrimos. Com o passar do tempo quem nos envia esse tipo de mails vê-os automaticamente ignorados. Quem nunca fez isto que atire a primeira pedra. ;)
Algumas dessas mensagens dizem-nos que os nossos problemas por muito maus que nos pareçam são afinal muito pequenos, porque há alguém com um doença degenerativa qualquer, daquelas mesmo cruéis, que está a morrer e mantém uma atitude positiva e tal.
É claro que é mau, eu própria tento relativizar os meus problemas e às vezes os dos outros dizendo-lhes e lembrando-me que há gente que morre de fome neste preciso momento.
Mas isto nem sempre pega. Há dias de egoísmo extremo e extremista.
Ouves estas histórias, tentas até obrigar-te a lembrar delas, mas o que ouves é blá-blá-blá.
Tás lixada com F grande, a vida não te corre bem, não como tu querias. Disseram-te que quando as coisas não te correm como queres tudo descamba e que te vais abaixo. Mas bolas, que há de errado nisto? Não é normal ficar frustrada quando aquilo que queres e para o qual trabalhas não resulta? Quando tentas manter uma atitude positiva e fazes os possíveis para andares bem disposta e do outro lado vês que há alguém que não quer nem saber, mas que te cobra se andares mal disposta.
Afinal quem é egoísta nesta história?
Quem tenta estar lá, é egoísta porque o que faz só o faz para se sentir bem?
É esta a forma como os cínicos vêm os outros?
Quando estão em baixo são egoístas porque querem atenção e apoio e sabe-se lá mais o quê.
Quando estão a tentar manter uma boa atitude só o fazem para se sentirem bem?
É triste ser cínico então. Nunca nada estará bem, nunca se vai acreditar em nada e nunca se vai dar valor ao que se tem e a quem está connosco.
Claro que, por vezes, lá muito de vez em quando se apercebem e por breves momentos valorizam o que os rodeia. Mas é Sol de pouca dura, depressa a agressividade passiva de quem não acredita em nada volta.
Agressividade passiva de quem não acredita em nada, nada valoriza e que, ao mesmo tempo procura sistematicamente provas, exige-as até, sempre passivamente, com a máscara do “não quero saber” mas que tudo analisa e procura os mais pequenos sinais de que o seu cinismo tem razão de ser. Com o punho do silêncio levantado e os olhos a brilhar de ódio e frustração. Mas sempre em silêncio.
Um silêncio doentio destrutivo e auto-destrutivo. Uma espiral descendente auto-alimentada.
Não se aprende com vida? Não se aprende que colhemos os que semeamos? Não se vê isso todos os dias? Podemos não o ver de forma imediata naquele estafermo que no trabalho depois de tantas ter feito, já nos incomoda só por existir. Mas o castigo está lá, pode estar guardado, mas um dia chega. Voltando aos ditados populares, antigos e quase sempre com a sabedoria de quem viveu muito mais que nós, “cá se fazem, cá se pagam”.
Assim tentei desmontar um pensamento. Espero que não volte mais. Lembra demasiado o cinismo e atrai mais ideias negativas. E ninguém precisa dessas a assombrar.
O difícil agora é saber o que fazer a seguir, como vais viver o resto do teu dia? Ainda encontras em ti alguma esperança?
Desmontar um pensamento cansa. Vais ver que depois de descansar encontras.

Desencontros

Uma bela junção de gente que gosta de escrever e escreve muito bem.
http://maiscidadequesexo.blogspot.com/

quinta-feira, 12 de abril de 2007

Pensamento do Dia

O sexo é como uma estação de serviço: às vezes recebe-se um serviço completo, outras vezes tem que se pedir para se ser atendido, e há vezes em que temos que nos contentar com o self-service!

recebido por email ;)

quarta-feira, 7 de março de 2007

Desabafo

Pelo meu filho que muitas vezes não limpa o quarto e está a ver televisão, porque significa que está em casa.
Pela desordem que tenho que limpar depois de uma festa, porque significa que estivemos rodeados de familiares e amigos.
Pelas roupas que me estão apertadas, porque significa que tenho mais do que o suficiente para comer.
Pelo trabalho que tenho a limpar a casa, porque significa que a tenho.
Pelas queixas que escuto acerca do governo, porque significa que tenho
liberdade de expressão.
Porque não encontro estacionamento, porque significa que tenho carro.
Pelos gritos das crianças, porque significa que posso ouvir.
Pelo cansaço no final do dia, porque significa que posso trabalhar.
Pelo despertador que me acorda todas as manhãs, o que significa que
estou vivo.
Finalmente pela quantidade de mensagens que recebo, porque significa
que tenho amigos a pensar em mim.


Isto não é da minha autoria,

veio por email,

mas não podia bater mais certo...

terça-feira, 20 de fevereiro de 2007